Buscar
  • Verbo

Mulheres ganham força no mercado automobilístico

Elas representam 17% do desempenho profissional no setor automotivo. No dia das mulheres, comemorado no próximo 8 de março, mesmo com uma atuação ainda tímida em todo o cenário, as mulheres comemoram suas profissões e demonstram que estão conquistando felicidade nos cargos que exercem


A população brasileira é predominantemente feminina: é composta em 51,6% por mulheres, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). No setor automotivo, em 2019, a mulher teve uma representatividade ainda tímida, com quase 20% de atuação, segundo o estudo Diversidade no Setor Automotivo, feito pela Automotive Business, em parceria com a MHD Consultoria. Neste cenário, a maior parte do trabalho feminino está concentrada nas áreas de produção e manufatura (47%). No entanto, elas estão à frente na formação profissional: as mulheres que atuam na indústria automotiva apresentam formação mais completa que os homens: 33% delas têm ensino superior e 8% possuem especialização. No Dia das Mulheres, comemorado no próximo 8 de março, mulheres do Grupo Stéfani Ribeirão Diesel, empresa com mais de 70 anos de atuação, presente em 10 cidades no interior de São Paulo,têm muito a comemorar. Elas ocupam cargos, que antes, eram destinados somente para homens e o mais importante: são felizes e realizadas profissionalmente.


É o caso da operadora de raspagem de pneus, Érica Reginato, 40, que trabalha na empresa do Grupo, Stéfani Pneus, em Jaboticabal (SP), no setor de recapagem. Trabalhando num cargo, que era ocupado sobretudo por profissionais do sexo masculino, a operadora diz que já ensinou, inclusive, vários homens a operarem a máquina de raspagem de pneus. Porém, no começo, ela conta que houve preconceito por parte dos colegas de trabalho que achavam que ela não iria dar conta. “Cheguei a ouvir alguns comentários de desconfiança, do tipo: ‘não falou que dava conta, então faz aí’. Mas, segundo ela, com o tempo, o cenário de desconfiança cedeu espaço para um ambiente amigável e de muito respeito. “Temos aqui uma relação de amizade e companheirismo. Tem tanta gente que nos vê como sexo frágil e, cada vez mais, mostramos que não. Eu amo o que faço”. Para Érica Reginato, não há restrições na sua profissão, mas sempre toma alguns cuidados, pedindo ajuda quando é necessário. “Eu não troco a lâmina e não abro onde fica armazenado o pó da borracha dos pneus. São coisas que acabam me limitando. Talvez, seja pelo meu tamanho, 1,57m de altura”, brinca. A operadora começou sua vida como doméstica, realizou um curso de Técnico de Administração, entrou no Grupo Stéfani Ribeirão Diesel como auxiliar administrativa, passou pela área de qualidade, mas foi como operadora de raspagem que se encontrou. “Antes de engravidar, eu era responsável pela qualidade local. Passado o período de licença maternidade, quando voltei a trabalhar, pude escolher entre a qualidade e o administrativo, mas optei por voltar à produção, porque é o que eu gosto de fazer”, comenta. Para ela, não ter limites é a chave para o sucesso e a satisfação profissional. “Se você quer, você pode alcançar qualquer coisa”.



Força e coragem

A profissional Valéria Lima, 35 anos, também atua na área de raspagem, na Ribeirão Diesel Pneus, unidade de Bauru (SP), e relata uma história de superação e conquistas. Solteira, perdeu os três filhos: trigêmeos, ainda em processo de gestação. Antes de atuar no Grupo, Valéria vendia marmitas fitness. “Parei de fazer as marmitas para entrar no Grupo Stéfani, em 2018, para trabalhar no posto de roletagem – “a cereja do bolo”, na área de pneus. É ela quem, depois de todo o processo de recapagem, insere a banda no pneu, que deve ficar alinhada no acabamento final. Como limitação do seu trabalho, assim como no caso de Érica, Valéria comenta que a única diferença dela para os homens, é a força física, já que, em muitos casos, lida com equipamentos pesados: 15, 20 e até 30 kg - dependendo do modelo da banda. “Trabalho com mais 12 homens e um ajuda o outro em nosso setor. Temos uma relação de parceria, respeito e profissionalismo”, descreve.


Vendas em alta

Com experiência sempre no setor de vendas, Roseli Lemos Torres, 56 anos, atua na área automotiva há mais de 30 anos. Atualmente é gerente comercial da Stecar América, concessionária das marcas Jeep, Chrysler, Dodge e RAM e que também faz parte do Grupo Stéfani Ribeirão Diesel. Ela acredita que a força das vendas se deve muito às mulheres. “Nas concessionárias, é notório o aumento feminino nas áreas de vendas, gerência, administrativa. As mulheres são maioria”, descreve. Formada em Pedagogia, Roseli entrou no mercado automotivo em 1986, em uma concessionária da marca Volkswagen, em Araçatuba (SP). Há 15 anos no GSRD, foi supervisora de vendas da concessionária Itacuã Volkswagen e atualmente coordena uma equipe de vendas da Stecar América, com 15 profissionais. “Em todas as empresas do grupo, trabalhamos com os valores de ética, respeito e cuidado, tanto com os clientes quanto com os colaboradores. Isso é o que mais identifiquei no grupo, por isso, estou aqui há tantos anos”, relata. A paixão pela profissão e por atuar em um mercado que, antes era liderado por homens, a fez continuar na carreira. “Estou aposentada há alguns anos e não consigo encerrar o ciclo. Amo meu trabalho e me relacionar com as pessoas diariamente me faz sentir cada vez mais uma mulher feliz em sua carreira profissional”, conclui.



“Muitas mulheres entendem mais de carro do que os homens”, é o que alerta a supervisora de vendas da concessionária Stéfani Motors Toyota, em São Carlos, Mariana Mendonça. Aos 38 anos, formada em Administração de Empresas, Mariana atua no setor automotivo desde 2012 e acredita que a mulher tem hoje um papel fundamental na venda dos carros. “Foi um desafio, pois quando comecei as pessoas achavam que mulher não sabia nada de carros”. Muita coisa mudou neste setor e hoje são elas que lideram as vendas nas concessionárias. “A mulher é multifuncional, ajuda em várias coisas, além disso é bastante detalhista e atenciosa. Temos nossas características pessoais”, destaca a supervisora que atualmente coordena uma equipe de vendas composta por três homens. Ela, que já trabalhou no segmento de pneus, destaca que essa experiência a ajuda muito, principalmente quando orienta seus clientes com informações sobre pneus. “Temos nossos diferenciais”, conclui.

0 visualização

Centro 

Administrativo

Av. Presidente Castelo Branco 111

1º andar (administrativo)

Administrativo - Parque Industrial Lagoinha, Ribeirão Preto - SP

Tel: +55 16 2102-0400

  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • Instagram ícone social
  • LinkedIn ícone social